ALMANAQUE PRIDIE KALENDAS APRESENTA

 

 

 

 

UM PRÊMIO DE 5.700 CONTOS DE RÉIS

(CURIOSIDADES DO "PRIDIE KALENDAS")

Loteria de Natal. Os Espanhóis gastam 330.000 milhões Pesetas em loterias de Natal. Ou seja 8,25 Pesetas/pessoa em uma única loteria. Este costume começou em 1812. Por exemplo, no ano de 2001 as vendas do chamado "Gordo de Navidad" tiveram um crescimento de 10% sobre o anterior (o crescimento da produção de bens não superou os 3%). Fonte O mundo - 21.12.2001

Para que nossos prezados visitantes apreciem, com mais detalhes,  o alcance dessa interessante loteria, disponibilizamos um resumo do excelente trabalho efetuado por: Claire Prentice 


O equivalente a um gasto de R$ 170 reais para cada homem, mulher e criança do país.

Chances

A chance de comprar um dos 17.712 bilhetes premiados são de uma em seis, maiores do que as de qualquer outra loteria.

O sorteio demora três horas e é transmitido ao vivo pela televisão no dia 22 de dezembro, quando o país pára para acompanhar.

Nos bares, salas e clubes, multidões se formam em volta dos aparelhos de tv, na esperança de serem sorteadas com o bilhete vencedor.

Um grupo de crianças da escola primária de San Ildefonso, em Madri, (que é um ex-orfanato) recitam os números sorteados.

Euros

Este ano vai ser a primeira vez que as crianças vão cantar os números em euros, ao invés de pesetas.

Mas o El Gordo não é só o dinheiro dos prêmios.

A popularidade da loteria vem do fato de que ela não cria um ou dois milionários. Os prêmios são tantos que quase a metade da população ganha alguma coisa.

Cada bilhete é dividido em dez unidades de 200 euros e elas são compradas por grupos de vizinhos, clubes, igrejas, lojas, etc.

Isso resulta na divisão do prêmio máximo, de R$ 6,5 bilhões em até 1.700 pessoas.

"A motivação é mais social do que financeira," disse Jose Ramon Torregrosa, professor de Piscologia Social ba Universidade de Complutense, em Madri.

"O processo é relacionado à uma tradição social em que as pessoas sentem-se compelidas a fazer o que as outras fazem. Os colegas de trabalho, os vizinhos, os amigos, todo mundo aposta. E eles querem juntar-se ao grupo."

Rei

A loteria espanhola foi criada pelo rei Carlos III, em 1763 e a loteria de Natal foi criada em 1812.

Hoje, as loterias rendem ao governo quase 1% da sua arrecadação, ou $23 bilhões.

Os prêmios são oferecidos com o uso de 70% da arrecadação do El Gordo e cerca de R$ 2,4 bi vão para os cofres do governo.

Vencedor

Ronaldo Martinez, um condutor do metrô que ganhou cerca de R$ 580 mil disse que o dinheiro fez diferença, mas não mudou a sua vida.

"Paguei a minha casa, fui de férias com minha esposa para Paris e o dinheiro acabou," lamenta.

Os bilhetes não são vendidos no exterior, mas podem ser comprados através de bancos e de casas de apostas na internet.

"Aqui na Espanha o Natal começa com o sorteio da loteria" acrescenta Martin-Albo, para quem "Natal não seria Natal sem O Gordo." "

INTERESSE DO "GORDO DE NAVIDAD" NO BRASIL

Por volta de 1918, a Loteria da Espanha já era considerada por muitos como simplesmente "A MAIOR LOTERIA DO MUNDO", na época, o premio maior era de seis milhões de pesetas, que ao cambio de aproximadamente 950, representava 5.700 contos de réis; cujos  parametros comparativos,  podem ser avaliados abaixo:
Mil Réis Rs 8/10/1833 a 31/10/1942 Lei no 59, de 08/10/1883 Rs 2$500 = 1/8 de ouro de 22K

 

VAMOS AOS FATOS

Como curiosidade e testemunho histórico, brindando nossos estimados visitantes, o "Pridie Kalendas", resgatando uma das mais autenticas e criativas publicidades que temos conhecimento, numa adaptação livre, desenvolvemos a seguinte matéria: (mantido texto e ortografia originais)

A Revista da Semana de 1918  (cuja figura ao lado é um exemplar de 12/05/1928), como brinde aos seus assignantes que renovarem as suas assignaturas desde esta data até 15 de Dezembro, e aos seus novos assignantes, adquiriu por intermedio do Banco Nacional Ultramarino os dois bilhetes n.o 35.424 e 47.802 da grande loteria hespanhola do Natal, que se acham depositados no Crédit Lyonnais, de Madrid.

Cada um destes bilhetes pertence a uma serie de 1.000 assignaturas, numeradas de 1 a 1.000. O bilhete n.o 35.424 é o da 1.a serie. O bilhete n.o 47.802, o da 2.a serie.

O premio que corresponda a qualquer desses bilhetes será integralmente distribuido pelas mil assignaturas da respectiva série.

Assignar a Revista da Semana representa para o assignante a probabilidade de ganhar um premio de 2.850 contos, equivalendo a estar habilitado com meio bilhete da maior loteria do mundo, cujo preço é de 600$000. ás das restantes loterias, pois que, além de grandes premios de SEIS MILHÕES e de TRES MILHÕES de pesetas, ella distribue 8.00 premios no valor de TRINTA E TRES MILHÕES de pesetas, ou sejam cerca de TRINTA E DOIS MIL CONTOS!
A Revista da Semana não tem outro objectivo senão o de brindar os seus assignantes, associando-os á maior loteria do mundo, facultando-lhes a aquisição de uma grande fortuna. As probabilidades de um premio são na loteria de Madrid superiores Cada um dos novos assignantes da Revista da Semana, que se inscrevam até 15 de Dezembro, participarão do premio que porventura a sorte lhes reservar no bilhete da sua série.

A distribuição do premio pelos 1.000 assignantes da serie será feita nas seguintes proporções:

50 % para a centena

10 % divididos pelas nove dezenas

40 % para dividir pelas 990 assignaturas restantes da série
Exemprificando, e acceitando a hypothese feliz de sahir premiado com o grande premio qualquer um dos bilhetes, os assignantes da série receberiam:
O assignante possuidor da centena ... 3 milhões de pesetas, ou sejam 2.850 contos de réis aproximadamente.
Cada um dos assignantes posuidores das 9 dezenas ... 66.666 pesetas, ou sejam cerca de 63 contos de réis.
Cada um dos restantes 990 assignantes da série ... 2.424 pesetas, ou cerca de 2.300$000
Como se vê, a Revista da Semana distribue INTEGRALMENTE pelas 1.000 assignaturas da série o premio que porventura lhe sahir na loteria.

Como se apuram a centena e a dezena ?

Ao leitor acudirá logo esta pergunta, pois o assignante que ficar com as assignaturas correspondentes ás centenas terminaes dos numeros dos bilhetes (neste caso os nos. 424 e 802) é quem fica com todas as probabilidades de ganhar os 50 % dos premios que couberem aos mesmos bilhetes. Para evitar esta desegualdade, o numero que regulará para a distribuição dos premios que por ventura couberem aos bilhetes adquiridos pela Revista da Semana não será o da Loteria de Madrid, mas sim o numero do 1o. premio da Loteria do Natal da Capital Federal.
O preço das assignaturas da Revista da Semana com direito á participação na loteria não é augmentado sobre o da assignatura normal. O preço de uma assignatura annual da Revista da Semana é sempre 20$000/

Estão desde agora abertas no escriptorio desta empresa, á Praça Gonçalves Dias 12, as assignaturas para a duas séries extraordinárias, a saber:

1a. série (bilhete n.o 35.424) 2a. série (bilhete n.o 47.802)
N.B Prevenimos aos nossos leitores de que a inscripção de assignantes nas duas séries tem sido consideravel, fazendo prever que em breves dias estejam completas.

"A POSTERIORI"

Em 1918 o número sorteado foi 05605; como informação, em 1938 por causa da Guerra Civil,  foram 2 os prêmios da Loteria Espanhola um em Barcelona outro em Burgos.

Voltar